Efeito Borboleta Global

gaia teste

“Quem gosta de Borboletas, não pode matar lagartas.”

Esta espécie espetacular do nosso planeta fornece uma análise muito interessante da nossa história e do nosso momento atual como civilização.

Os ciclos da Boboleta nos ensinam como devemos conviver e aceitar uma etapa destrutiva e insustentável para alcançarmos uma etapa fértil e mais evoluída;

A lagarta, 2a etapa na transformação da borboleta, é um ser altamente destrutivo e insustentável ao seu ambiente. Podem comer até 86 mil vezes o próprio peso e é incapaz de se reproduzir. Sua função é se alimentar e se proteger de amaças.

O Sistema que rege a nossa civilização atual age exatamente da mesma forma. Não há nada mais importante que acumular e aumentar os lucros, e o meio ambiente sempre sucumbi ao dinheiro.

Nos mostramos incapazes de reproduzir a vida, garantindo ambientes equilibrados e saudáveis para nós e as espécies do planeta. Vivemos sob o medo e a crença da escassez, de que não há o suficiente para todos e que é aceitável alguns terem muito e outros não terem nada.

Mas vejo que nós já passamos desta etapa de lagarta. Pois já conseguimos afetar todos os ecossistemas do nosso planeta. Em menor ou maior proporção já envenenamos o nosso Planeta e manchamos nossa história com o sangue de milhões de inocentes

Estamos na Etapa da PUPA.

Contorcidos, esmagados, controlados, incapazes de modificar nossa própria realidade…vivendo dentro de um mundo limitado. Exatamente como hoje, seja pelos juros, inflação, doenças, medo, síndromes, insegurança….

O Sistema já domina nosso planeta. Pouquíssimas pessoas tem total controle e autonomia sobre o dinheiro, organizações mundiais e muitos dos recursos naturais do Planeta.

Mas, nas borboletas, é neste momento de Pupa que algo mágico acontece. Os cientistas não sabem exatamente o que faz uma lagarta se transformar em borboleta, simplesmente chamam estas células de “células invisíveis”.

Quando não houver mais como permanecer nesta realidade de pupa que vivemos, quais serão estas “células invisíveis” que transformarão os rumos do futuro?

Em meio a total incapacidade e pequenez das nossas ações diante do Sistema, devemos ser como essas “células invisíveis”, agindo de modo silencioso por uma transformação total e completa nas regras e mecanismos da nossa civilização. Pela construção de um mundo baseado na Lei da Não-Violação, com tecnologias realmente sustentáveis e na crença de que todos podem e devem prosperar neste planeta.

Não devemos protestar contra o Sistema, pois ele é muito forte. Devemos nos ESQUIVAR do sistema, reduzindo a nossa dependência em relação a Ele. Existem milhares de iniciativas verdadeiramente capazes de mudar para melhor o nosso planeta, e garantir o bem estar do meio ambiente.

O desafio é estarrecedor e surreal, mas para vencê-lo é preciso conhecê-lo e começar a agir.

Tenho absoluta convicção que em breve viveremos a etapa de Borboleta.

Fabiano Porto.

0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
 
Fabiano Porto 2019 - Copy - Copy (2).jpg

Fabiano Porto

Jornalista cofundador do Instituto Regeneração Global e movido a compartilhar as evidências da transição planetária e a nova consciência de regeneração.

Profissionais do Autoconhecimento

Conheça ferramentas e técnicas oferecidas por profissionais da saúde mental e espiritual para autoconhecimento e expansão da consciência. 

Navegue pelas Categorias